Antes de terminar o ano de 2014, visitei a Sameblood estúdio e outras labels em Maputo para fazer uma reportagem sobre o estado do hip hop moçambicano.

A reportagem não foi concluída, porque faltou muitos depoimentos relevantes, no entanto não deixamos de partilhar o que conseguimos fazer nos estúdios da Sameblood, devo lembrar que esta reportagem foi feita no ano passado, portanto de lá para cá a realidade poderá ser outra.
Acompanhe e deixe a sua opinião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here