Hip Hop Angola | Hip Hop Moçambique

Serviços: Design Gráfico | Motion Design | Jornalismo Cultural (Hip Hop) | Publicidade contacto: [email protected]

SSP LIVE NO KUBICO

SSP brilham no live no kubico

Os SSP brilharam no live no kubico organizado e exibido pela Tpa e a Platina Line na tarde de domingo 27 de Setembro. Um show de angariação de bens a favor do Centro Neurocirúrgico de tratamento a Hidrocefalia

Donos de uma carreira de êxitos até então pouco vista em Angola, que levam os fãs a reviverem emoções dos anos 90. Os SSP provaram ter espaço na memória e no coração dos angolanos 29 anos depois da sua criação.

Bem vestidos ou seu estilo habitual, o quarteto vestiu Adidas, acto que representa força e majestade tragas à cultura hip hop pelos RUN DMC.

Por outro lado valorizando a arte de um jovem empreendedor, usaram camisolas brancas grafitadas pelo Sky.

Acompanhados por B.Boys, Jay Lorenzo, Ana e Jussy nos coros, o show começou com a energia do tema “Os Reis da Noite” do álbum Odisseia.

SSP LIVE NO KUBICO

Ainda do “Odisseia”, Paul G destacou-se pela sua habilidade ragga no tema Etu Mwangola, música que trás um esquema de dança bastante conhecido pelos fãs.

Jeff Brown e Kudy matam saudades dos Palcos

Seguiram-se “amiga” e “punidores da fofoca” músicas que revelaram que de igual modo os fãs tinham saudades da mestria de Jeff Brown, o rapper também carregava uma enorme vontade de subir aos palcos.

As músicas “Eu te confesso”, “luta pelo teu amor” e “miúda” antecederam a entrada de HeavyC, convidado a fazer o verso de BossAc em EveryWoman.

Como sempre acontece nos show dos SSP, Jeff Brown brinda os fãs com um freestyle, desta vez o tema foi o corona vírus, uma oração e mensagem de que dias melhores virão.

Aos nossos olhos o Kudy esteve bem como nos shows anteriores, mas se for a levar em conta as reações nas redes sociais, o rappers esteve “bem doce” ou seja bem melhor.

SSP LIVE NO KUBICO

Visiveismente emocionados Big Nelo lembrou que a idade não perdoa portanto esquecer letras ou não conseguirem fazer alguns passos de dança é natural. Por este motivo nenhum deles conseguiu cantar a música “sempre que o amor me quiser” ficando pelo fantástico coro na Ana.

Para além de lembrarem histórias engraçadas do seu percurso, igualmente mandarem “props” aos contemporâneos da velha escola na lusófonia acima de tudo os SSP no Live no Kubico conseguiram a proeza de entreter os fãs ao longo de três horas e vinte minutos numa viagem musical aos 5 álbuns do grupo.

Não faria sentido terminar esse texto sem referir o “adoço” do guitarrista, bem como a participação do Biura interpretando o Puto Chico na música não vale a pena e o facto de que o grupo conseguiu angariar valores altos de doações para o Centro Neurocirúrgico de tratamento a Hidrocefalia.

Táctica Lirica bis bis

Tidos como românticos, “Táctica Lírica” garantiu a aceitação dos SSP como grupo de rap pelos radicais do movimento hiphop angolano nas décadas 90 e 2000.

Por ser um tema difícil e por ter caído na graça dos fãs a sua boa interpretação é sagrada e o grupo desapontou no show de 2019 em Luanda e a reação dos admiradores refletiu isso.

Desta vez e a pedido de várias famílias o grupo compensou com um bis da música e conseguiram convencer.

vejam o video do show abaixo:

 

live com os SSP

Live com os SSP na TPA

O hip hop chega ao live no Kubico da TPA pelos SSP, um dos grupos pioneiros deste movimento cultural em Angola.

#LivenoKubico é um show musical com foco na angariação de cestas básicas para famílias angolanas, acima de tudo as com poucos recursos neste período de pandemia.

A iniciativa é da TPA em parceria com a Platina Line que garante a transmissão web ao vivo.

Vários artistas já subiram ao palco do #liveNoKubico e este gesto tem vindo a ajudar muitas famílias.

Depois do Live 3G do Semba (três gerações), com Yuri da Cunha, Paulo Flores e Bonga, muitos internautas presumiram que uma live de Rap teria o mesmo conceito.

A princípio o site Hip Hop Angolano chegou a fazer um inquérito sobre qual seria o 3G do rap ideal para o live no Kubico. Ao mesmo tempo, a TPA trabalhou sobre um critério diferente.

Live com os SSP em representação do Rap Nacional

Agendado para o dia 27 de Setembro, o live com os SSP acontece um ano depois do grupo ter-se unido e realizado 3 memoráveis show.

Composto por Big Nelo, Kudy, Paul G e Jeff Brown, o quarteto faz parte da história de Angola por terem sido os primeiros a lançar disco de rap.

Além disso, os SSP são do mesmo modo lembrados pelas maiores enchentes em show e por serem os donos dos maiores sucessos de rap.

The Source aponta SSP como um dos pioneiros do Hip Hop em África

Em artigo publicado a 11 de Fevereiro de 2020 na prestigiada revista/site The Source, o grupo de rap angolano formado por Big Nelo, Paul G, Kuddy e Jeff Brown na década 90, os SSP, foram indicados como um dos grupos pioneiros da cultura Hip Hop no continente africano.

The source SSP HIP HOP

Fundada em 1988, a The Source é uma revista mensal que aborda hip-hop, música e política e é a mais antiga em activo no mundo do rap.

Com cinco álbuns lançados, 99% de amor (1996), Odisseia (1998), Alta (2000), Amor e Ódio (2003), Momentos da Trajectória (2006), os três primeiros discos do grupo foram gravados no seu formato original e os seguintes por Big Nelo e Jeff Brown após o desmembramento dos demais integrantes.

Confirma a noticia no Link abaixo:

Clique para ler o artigo https://thesource.com/tag/s-s-p/
SSP 25 anos

“SSP 25 anos” discografia nas plataformas digitais,

SSP 25 ANOS – Para comemorar os 25 Anos de Carreira dos SSP, o grupo oferece aos fãs nessa quadra festival a possibilidade de adquirir toda a sua discografia nas Plataformas Digitais,.

Desta forma, Khuddy, Big Nelo, Paul G e Jeff Brown brindam o feito como um convite a reviver os anos 90, período ao qual as obras foram lançadas em formato fisico.

SSP é sem dúvidas uma referência do rap feito em português pela brilhante carreira de sucesso, pioneiros do movimento, é se calhar é natural que passados 25 anos, muita gente não tenha ou conheça algumas das suas obras.

Portanto é também uma oportunidade para que os mais novos tomem contacto com obras relevantes não só da historia do hip hop angolano bem como no contexto lusófono num todo.

É importante que ao falar-se plataformas digitais refere ao iTunes, AppleMusic, Google Play, TIDAL, Sportfy, Shazam e Deezer, não no conceito de as disponibilizar para download gratuito nos blogs.

Portanto visite uma destas plataformas e encontre os albuns 99% de Amor (1996), Odisseia (1998), Alfa (2000) e Amor e Ódio (2003) re-masterizadas para a qualidade dos dias de hoje

SSP 25 ANOS – Download

99% de amor – DOWNLOAD

Odisseia – DOWNLOAD

ALPHA – DOWNLOAD

AMOR E ODIO – DOWNLOAD

VALETE E AZAGAIA EM ENTREVISTA | JEFF BROWN PEDE QUE NÃO CANTEM TEMAS DE SUA AUTORIA SEM A SUA AUTORIZAÇÃO


Ouça o programa Mix Hip Hop, nas edições do dia 02 e 16 de Abril.

DIA 02 – No Rap Informação de 02 de Abril, Jeff Brown mandou recado a quem gosta interpretar os temas de sua autoria sem a devida autorização. ainda a conversa com os Bloggers, a estreia da nova musica de Paul G e Dj Ritchelly VS Dino Cross tocando Nova Escola Vs Velha Escola, grande cena ACOMPANHE

DIA 02 – ESCUTE


NO DIA 16, As entrevistas ao Francis, Mano Azagaia, e Valete, ainda Verbal e Damani Van-Dunem a queimarem os microfones numa live performance. Acompanhe

DIA 16  – ESCUTE

Show de Paul G e amigos

Sábado 21 de Outubro, O Cine atlântico em Luanda, foi palco do grande show em que Paul G, reuniu o seu leque de amigos de luxo para juntos abrilhantaram a noite, assim aconteceu. Previsto para começar as 19, o espectáculo começou as 21 horas e dos anunciados os grandes ausentes foram, o americano Omarion e os angolanos Kid Mc e Yannick Afroman, o show foi preparado ao pormenor para que nada desse errado, estivemos presentes aos ensaios e sentimos a energia positiva daquilo que seria o espectáculo e assim foi.

Quando eram 21h:07min, Almir Agria chama ao palco os BDD para abrir o show com a interpretaram 2 temas, igual numero para Mona NiCastro e BWG que actuaram logo em seguido respectivamente, em relação ao Mona NiCastro o público murmurou indignado ao perceber que o DJ Wall G interrompeu a sua performance, quando numa mistura nos apercebemos que o interprete já estava no terceiro tema, mas não foi essa a bandeira do show, nem o “Mano” zangou-se (julgamos). Com cada um tema seguiram-se as actuações da Click LV, Os 3 e Os Génesis, e chamou-nos atenção o facto de um integrantes da Click LV apareceu com a habitual performance de identidade de Action Nigga dos Génesis, calções jeans curto vulgo Txuna Baby, Action em palco não exteriorizou o seu desagrado pelo sucedido, mas em gesto de desabafo noutros fóruns chamou atenção a falta de criatividade do membro da click, falando em criar, o grupo Os 3, são bons de dança, mas é bom esclarecer aqui (antes que nacionalizem os seus passos de dança) que aquela coreografia apresentada pelo grupo é da música “facebook” de sulafricano Dj Cleo (youtube it).

Cage One como se diz nas ruas é “pai grande”, grande performance e merecidas foram as palmas de reconhecimento, não há como negar ele tem muitos fãs, depois entrou o Papetchulo para encerrar o primeiro bloco.


22 horas e por trás de um grande ecran salta para o palco Paul G que com a explosão de fogos de artificio da inicio a sua performance, a música era “Get Control”, segue-se a música “Bang it” e logo em seguida entra a ZONA 5, os primeiros convidados do segundo bloco de amigos, “vamos brincar de sipó” estragou com a casa, realmente a Zona Cinco está no top desta City, mas eles não estão sozinhos, a Army Squad mostrou a diferença que os distingue dos demais grupos, eles são imortais, ficou provado isso, bastante aplaudidos por todos, performance imprópria para insensíveis.

Há quem diga “lady first” é gentileza, então a bandeira do show foi essa, deu boom porque a Ary, única convidada feminina, não seguiu a estes critérios, mas na verdade isso pouco importa, ela deu muita karga com “isso vai dar boom” (e deu mesmo) e “Betinho”, Puto Prata veio ao palco depois da Ary e fez bonito sim senhor, num instante mágico Paul G conquistou a sensibilidade de todos com o tema “tem melaço” dos Kalibrados, grupo que interpretou um mix de sucessos do seu primeiro álbum.

“o grupo que vem a seguir, são kotas mais dão karga a artistas de 18 e 20 anos, é a supremacia da música angolana” foram essas as palavras usadas por Paul G para descrever os SSP, enquanto entravam em palco Kuddy, Jeff Brown e Big Nelo, foi aos nossos olhos o momento mais alto do show, (qual americano qual quê). 21 anos de carreira e um depois da ultima performance juntos, lá estavam mais uma vez reunidos os quatros meninos dos SSP, não há palavras para descrever o momento, a emoção tomou conta de tudo, foram recebidos com todas as honras, quem estava sentado levantou e com muitos gritos e aplausos, começaram mais uma vez a sua performance com a música “Sucesso” extraída do álbum alfa, eles dançavam no palco e o público nas bancadas, muita electricidade, deu para matar saudades de Kuddy e Jeff Brown, 3 temas depois deixam o palco da mesma maneira como entraram, cheios de aplausos e assobios.


Um pouco triste e humilde vimos Paul G, a lamentar a “facada” que foi a ausência do cantor Omarion, que não chegou a tempo de participar  do show, mas o público nem importou-se e concordou quando o cantor disse “é bem verdade que vocês estão aqui pelos artistas nacionais” e de facto tinha razão o espectáculo teria sido bom na mesma, só com os amigos angolanos, mais amizade não tem nacionalidade, e o último amigo convidado saiu do Soweto para palco do Cine Atlântico em Luanda, e com o sucesso que os levou a ser nomeados aos awards do channel O, Maezee e Paul G encerraram o show que teve a duração de uma hora e trinta minutos, grande espectáculo, toda a produção está de parabéns, ao Paul G fica aqui o reconhecimento ao valor que dá a família e aos amigos, foi lindo ver toda sua família e amigos a prestigiarem este momento importante da sua carreira.

Paul G no Washington Music Awards 2011

Paul G é um cantor que acredita e vai a luta para realizar o seu sonho, depois de todo mérito conseguido durante o percurso da sua carreira, este angolano acreditou que seria possível conquistar o mundo com o seu talento, e o resultado está ai, tanto emprenho e dedicação levou esta estrela a ser o primeiro angolano a ser nomeado num awards nos Estados Unidos, concretamente na categoria musica contemporânea do “Washington Music Awards 2011”, com o hit internacional “Bang it all”, na mesma categoria concorrem grandes nomes como Halima Peru, Alexi Von Guggenberg, Guiltypleasures, Faycez-u-Know e Jessica Johnson.

Paul G que igualmente participa do Channel O music Awards, tem agendado para o dia 29 de outubro, no largo da independência em Luanda, venda e sessão de autografo da sua mais recente trabalho, são vários os motivos para dizer que este artista está de parabéns.

Paul G feat AKON – Bang it All

Em primeira mão, aqui vai o video oficial do Paul G com o AKON, gravado no principio do ano, e que só chega agora ao blog porque é chegada a hora, a estreia na MTV também já aconteceu e agora vamos esperar que este mano angolano consiga ir mais longe com o seu novo projecto.

Paul G idealizou e DJ Marcell materializou o video clipe que foi gravado entre Luanda e África do Sul, parabéns ai a Magic Finger por mais esse feito e aguardamos pelo novo álbum que em daqui a três meses estará nas ruas e sabemos que trará grandes novidades bem como grandes nomes da música a nível mundial.

KUDDY e PAUL G, voltam aos SSP

BIG NELO, Paul G, Kuddy e Jeff Brown juntos formam os SSP, um grupo que dispensa qualquer apresentação até para esta nova geração, o rap angolano começou a ganhar patamar internacional com a saída dos discos que este grupo foi lançando ao longo da sua carreira, Em Angola também ouve revolução com os discos dos SSP, por um lado contestações dos outros grupos de rap, que na altura apelavam por um rap mais ao estilo underground e por outro lado e é indiscutível este facto, SSP abriu as portas para a música jovem angolana e afastou comentários de que rap era música de marginais e drogados.
Em 2008 uniram-se para o show carreira dos SSP e foi o maior sucesso, foram 2 incríveis espectáculos que reuniram o maior numero de fás no Cine Atlântico. 2010 a pedido de várias famílias são estão outra vez os SSP com Kuddy e PaulG unidos a Big Nelo e Jeff Brown em estúdio (Portugal) para dar mais um passo na sua carreira, segundo declarações de Big Nelo ao blog este disco encerrará definitivamente a carreira dos SSP como grupo, eles vão permanecer a solo e deixar que a marca SSP mantenha-se como o palmares que alcançou.
Infelizmente Big Nelo enviou a música apenas para escuta a fazedores de opinião pelo que não vai a público até a sua autorização, coisa essa que não tarda a acontecer.

VOTE POR ANGOLA, VOTE EM PAUL G

Ja noticiou-se a nomeação de Paul G aos prémios Kora, a realizar-se dia 6 de dezembro na África do sul, o reconhecimento por uma carreira de brilho e persistência em fazer boa musica, chama o angolano Paul G ao mais prestigiado prémio da música africana. Paul G concorre a categoria de Best Artiste or Group – Southern África, com o video freak me out. Já começou o processo de votação, nesta altura são convocados todos os angolanos, amigos e fans de Paul G a votarem por Angola, uma vez que este artista representa o nosso pais.

COMEÇA AGORA UMA NOVA CAMPANHA, vamos votar por Angola, vamos prestigiar o angolano PAUL G dando o nosso voto. É simples, basta CLICAR AQUI E VOTE