Hip Hop Angola | Hip Hop Moçambique

Serviços: Design Gráfico | Motion Design | Jornalismo Cultural (Hip Hop) | Publicidade contacto: [email protected]

REPTILE – ESTÁTUA NINGUÉM SE MEXE – DOWNLOAD

ESTÁTUA NINGUÉM SE MEXE é a nova música de Reptile que dá titulo ao projecto do artista que está a ser cozinhado para chegar ao público nos próximos meses. Sobre o que tem vindo a fazer o artista, é importante relembrar que estão disponíveis para download as músicas Miner feat Kid Mau, 1 Num Milhão feat Yipson e Bob Marley feat Nga, neste blog e na nossa fonte que é o www.pirline.blogspot.com

REPTILE – ESTÁTUA NINGUÉM SE MEXE – DOWNLOAD

Reptile (Música nova)

Miner é a mais recente música de Reptile lançado no dia 7 de Abril e conta com a participação do Kid Mau, música agradável e um pouco diferente do que se tem ouvido ultimamente, a mensagem é bem clara “ela só quer ser uma miner”.
Faça Download e deixe o seu comentário.

Reptile – Miner (brevemente)


Miner é o titulo da nova musica de Reptile. É mais um single promocional do projecto Estátua Ninguém se Mexe que chega as ruas ainda este ano. Conta com a participação de Kid Mau e a produção esteve  à cargo de Rapha. Relembrar que a música 1 Num Milhão feat Yipson Bob Marley feat Nga, igualmente promocionais para o disco Estátua Ninguém se Mexe, estão disponíveis para download e pode assistir o vídeo de 1 Num Milhão no youtube e nas cadeias televisivas.  

ARTISTAS DA PIRLINE (MUSICAS DOWNLOAD)

KID MAU – A MINHA MANEIRA FEAT REPTILE E WALL GEE – DOWNLOAD
KID MAU – FOI POR ILUSÃO – DOWNLOAD
YIPSON – PALESTRA – DOWNLOAD
REPTILE – SONS SOLTOS – DOWNLOAD
KENDAZ – VOCÊS JÁ SABEM O NOME (EP) – DOWNLOAD 
KENDAZ – TUDO PRETO – DOWNLOAD

REPTILE E NGA o reencontro amigavel

A tão esperada música resultado do reencontro amigável de Reptile e NGA está aqui, BOB MARLEY, faça já o download

RETROSPECTIVA 2010

Hip Hop Angolano 2010

2010 foi um ano bastante polémico para o hip hop angolano, mais baixos do que altos, a quantidade de álbuns lançados e cópias vendidas não ajudaram a superar a crise, rappers reagiram inconformados com as fusões do rap com o kuduro e demais estilos musicais em inúmeros debates e temas musicais.

A abordagem desse tema levou muitos a acreditar que o rap como tal estivesse morto, e para provar que o rap está vivo não foi preciso esforço, aconteceu naturalmente, afinal não só das fusões vive o rap em Angola, discos como Conjunto Ngonguenha, Raiva e Reptile, Kid Mc e Sandocan são provas evidentes de que não há fundamento tanta implicância com as fusões que o rap sofre. Entre os vários nomes de artistas que fizeram fusões os mais crucificados foram Big Nelo, Edy Tussa, Cage One, Gomez e JD.

Outra pedra no sapato em 2010 foi o PLAGIOMOTO, Miguel Neto o apresentar do programa radiofónico RC levou a analise várias músicas da nossa praça e acusou muitos artistas de plagiadores, nisso CJ Clue ganhou popularidade acusando Phathar Mak de roubar um dos seus instrumentais, enquanto que a Revista Platina ao publicar um artigo acusando Sandonan de plagio, gerou um clima desarmonioso entre SANDOKAN e a produção do programa 10-12 da TPA, que baseou-se na noticia para meter mais lenha na fogueira. Com isso muitos artistas caírem em descrédito estando certos ou errado, e o programa ridicularizou-se um pouco quando acusou uma mixtape como plagio.

Um capítulo especial foi sem dúvidas o regresso do Conjunto Ngonguenha que marcaram o ano com o seu segundo álbum, “Nós os do Conjunto”, outro nome que não se pode ignorar é o de Vui Vui dos Kalibrados, Máfia King foi uma das mixtapes mais baixadas da internet dentro do movimento hip hop angolano, mas a mixtape que reuniu os melhores mc’s de Angola e teve a maior aceitação, foi indiscutivelmente a Mixtape o último Samurai volume II, a música Aleluia matou a fome das ruas por rap batle, diz-se em bocas miúdas que o som terá incentivado troca de linhas entre NGA e Extremo Signo.

RAIVA agitou as ruas lançando todas as sexta-feira entre Outubro, Novembro e principio de Dezembro, uma mixtape para ajudar a promover o seu álbum com Reptile. KID MC com o incorrigível fechou o ano, não houve durante o ano de 2010 maior aderência na aquisição de um álbum com o de KID MC que no parque na Independência gerou a maioria confusão. Big Nelo apesar de ter sido o mais crucificado por ter feito Kuduro, fechou o ano como o primeiro no top de maior download neste blog, falando sobre este blog, é verdade que quase foi ao esquecimento no final de 2010, mas as relações entre Angola e Moçambique não decaíram, pelo contrário, nos dias de hoje e com a ajuda da internet a música anda com os próprios pés, sobretudo quando é boa. Mas não ficaria bem terminar este texto sem reconhecer o trabalho que os outros blog tiveram pra manter acesa a chama do hip hop, MADTAPES, CENAS QUE CURTO e Luso Hip hop, foram quem mais se destacaram neste sentido.

Entre as inúmeras coisas que aconteceram durante o ano, não podemos deixar de lamentar o facto de termos perdido o Karl Marxs, Riquinho sempre foi polémico, mas percebemos o seu grito quando na rádio reclamou o facto de terem vendido o cine Karl Markx para um projecto habitacional, é de facto preocupante sobretudo quando só resta o cine Atlântico para show de grande ponte.

Para fechar o ano Phathar Mak, um rapper com historia e fiel aos seus conceitos, realizou o seu primeiro grande show no cine Atlântico, comemorando assim 18 anos de carreira, mas infelizmente não tivemos casa cheia, os amigos do rap não prestigiaram o homem do “laranjas”, mas os amigos de todos os tempos lá estiveram para mostrar a todos que a amizade está acima de tudo, destaque para Kool Klever e Big Nelo.

HIP HOP MOÇAMBICANO 2010

2010 – mais um passo enfrente foi dado na história do moz hip hop, não só pela gprO, mas também por outras labels em Moçambique que fizeram com que pela segunda vez consecutiva fosse considerado ano do hip hop; mais discos foram lançados em relação a 2009 e desta vez com melhor qualidade, igualmente mais show e consequentemente mais artistas subiram aos palcos.

A GPRO começou o ano investindo em nova estratégia de acção, um casamento entre o marketing e o talento, gravaram 3 vídeos de alta qualidade, e lançaram dois álbuns, (gpro label e G2). O álbum da label foi lançado em simultâneo entre Moçambique e Angola, mas o resultado das vendas não cobriu o investimento, problemas surgiram, e o percurso da historia tomou outro rumo, Duas Caras voltou a sair de casa, já não usa a camisola 10 da Gpro, caminha sozinho e longe da Gpro. Ninguém gostou da noticia e foram pegas de surpresa quando no Big Brother África, anunciaram a performance da gprO, e só apareceu 3H e G2, fãs choraram e exigiram pronunciamento da Gpro que diz ter feito de tudo para manter o Kara Boss na equipa, mas motivos pessoais o mantêm indisponível para representar em nome da gprO.

DJ DABO e DABO BOYS acordaram para um rap mais abrangente, começaram com um grande show em Janeiro e até ao final do ano 500 barras surgiram em forma de disco, mas Moçambique não é uma rocha, perguntem ao DLON afinal ele levantou muita poeira não só em Maputo, mas igualmente em todo pais.

TRIO FAM como todos sabem já não pertencem a Track Records, deram em 2010 passos significativos para a sua carreira e contributo ao do hip hop moçambicano, lançaram um video clipe de alta qualidade que pode até concorrem como um dos melhores do ano, abriram o seu próprio estúdio “Mukeru” e recebem grandes nomes do musichall moçambicano.

A má descrição de Moçambique num ponto de vista de um jornalista angolano no facebook teve maior repercussão no facebook e ofendeu o orgulho moçambicano afectando a boa relação entre angolanos e moçambicanos, este facto incentivou a realização do show “só nós”, um espectáculo que reuniu os melhores do musichall moçambicano, foi segundo muitos uma das maiores festas da música do pais da marrabenta.

Mozambique Music Awards reconheceu os bons feitos do hip hop e chamou a Gpro para receber o premio pela música Punchline, Duas Caras para Karaboss e EllP como produtor.

Várias coisas boas aconteceram, mas nem tudo foi um mar de rosas para Moçambique, Lizha James, Big Nelo, Dama do Bling, Anselmo Ralph, Bang, Izidine, Dygo Boy, e ZAV uniram-se pela valorização da musica lusófona no Channel O Vídeo Awards, mas infelizmente 2010 nem Lizha nem Bling levaram prémios para Moçambique, o mesmo se diz a Big Nelo e Anselmo Ralph para Angola, os esforços foram menos comparando-se com os nigerianos e sul africanos que sensibilizados a votar o fizeram ao ponto de levaram todos os prémios, mais isso não foi de todo triste afinal ficamos todos orgulhosos quando a Dama do Bling subiu ao palco numa performance com Sasha P, foi bonito sim.

Ao terminar o ano ouvimos musicas que anunciaram o regresso de 100 Paus e do Dinomite a estrada da música, agora sabemos que quem provocava as polémicas na gprO era o 100 Paus, que resolveu voltar dando pauladas a todas as mulheres moçambicanas, boa música mais não foi bem recebida. Dinomite o criador de uma das linhas mais reproduzidas no rap game moçambicano “assim como moz, precisa do guebas para governar”, voltou com muita gana no principio da sua carreira a solo, outro destaque também, é o convite da Iveth o primeiro álbum da first lady da cotonete records que nos ofereceu muita boa música.

MOÇAMBIQUE-ANGOLA

Com a venda do disco da gprO e da Dama do Bling em Angola, estimulamos o comercio de disco entre os dois países, artistas moçambicanos hoje conseguem ver seus discos a serem comercializados em Luanda, discos como G2, Iveth e Dj Dabo já estão em vendidos em Luanda.

2010 foi um ano abençoado para a DAMA DO BLING em termos de expansão internacional, radialista da rádio Luanda apaixonou-se com a boa música da blindada e partilhou com o seu auditório, quando se diz que não passa música moçambicana nas rádios em Angola, não é verdade ou a Dama do Bling não é moçambicana, é dona de um sucesso e popularidade invejável, convidada especial do show da Pérola, dignificou o seu nome e faz jus ao titulo o seu disco, diferente interpretando um tema calmo e igual representando o que a caracteriza como cantora agitada, depois do show, a jovem cantora foi esperada por inúmeros fãs, que não se contentaram com fotografias e autógrafos, mas sim com objectos pessoais e abraços, uma jovem terá mesmo implorado e chorou para conseguir o brinco da Dama do Bling

Reptile e Raiva

Depois de concluída a fase de filmagens do video clipe, REPTILE e RAIVA, respiram aliviados uma vez que o disco já esta mesmo no fim, temos recebido inúmeras noticias sobre estes manos, acto que reflecte a disposição destes mano em trabalhar.
Reptile e Raiva dispensam apresentações, eles dão KARGA sem ser BIG, mas não é só disso que este texto foi escrito, baixei o single Official do album Raiva e Reptile PIMP, a música Tó Doido e como estes dois manos tem muitas noticias ai vai também o link do blog da Pirline.

RAIVA e REPTILE – novo som

RAIVA E REPTILE, os 2 MANOS têm vindo a trabalhar juntos faz já um tempão, álbum no forno e quase pronto faltando apenas duas músicas para fechar. Nesta altura os seguidores dos blog de hip hop já baixaram a nova música do raiva, só que muitos ainda não sabem que o Reptile também cuspiu um freestyle apartir da Tuga, local em que se encontra por razões acádemicas.

Façam download e agradecemos que deixem os vossos comentários, se gostaram ou não da cena

DOWNLOAD
REPTILE – FREESTYLE FEAT BAD NEWS – DOWNLOAD
RAIVA – RUN THIS TOWN – DOWNLOAD

REPTILE

RAP É ALGO QUE FAÇO E HIP-HOP É ALGO QUE VIVO

Conforme o prometido, conseguimos roubar um pouco do tempo do Reptile para uma pequena conversa, não apenas por ter vencido as primeiras sondagens das punchlines aqui no blog mas também pela sua carreira artistica, é claro que não faltou oportunidade para o perguntarmos sobre os beefs. Nisso de beefs, vou preferir não açucarar mas, só para não salgar as relações entre os rappers. As punchlines que tanto o pessoal pediu também é agora uma promessa cumprida, no final desta entrevista pode-se fazer o DOWNLOAD da letra daquela que foi a mais comentada aqui no blog.

Começamos assim:

Sms enviada: Cumé bro fixe?, ui podemos fazer uma entrevista pelo msn, amanhã das 13 as 15h, aproveitavas pra dar as punch que o pessoal pede.
SMS recebida: No prob

hora marcada e cinco minutos antes das 13 comecei a perguntar:

BLOG: Fala-me da tua trajectória artística?
REPTILE:
olha…sempre fui Consumidor de musica rap…desde miudo mesmo…e em 99 em Lisboa, conheci uns amigos que ja droppavam.. eles é que me incentivaram a escrever e a agarrar no mic… em 2001… juntei-me a uns primos que também faziam rap la na tuga e formamos um grupo chamado Inkizição…era formado por mim, Dega, Neutro e o Tiganá.

BLOG: como foi entrar no hip hop game angolano?
REPTILE:
olha tipo…Comecei a fazer lá (Portugal) as cenas mas estava sempre em contacto com as cenas daqui… porque vinha sempre de férias e tinha muitos amigos e primos que cantavam… então de certo modo sempre estive dentro do movimento daqui…

BLOG: Qual foi o motivo que te levou a sair do teu grupo de origem?
REPTILE:
exactamente porque não me identificava a 100% com o movimento raptuga…eu trabalhava lá mas sempre com a essência do que se fazia aqui na banda… tipo genero de beatz…letras.flow.. tudo mesmo… então depois de certo tempo foi questão de tempo, até deixar mesmo de rolar com os bradas com quem comecei.

BLOG: Diz-se por ai que tens beefs com o grupo que começou contigo. Verdade?
REPTILE:
Sei que mandaram algumas linhas..mas eu particularmente nunca respondi nada porque independentemente de ter saído, tenho um grande respeito por eles porque foi com eles que comecei e passei muitos bons momentos com eles..

BLOG: Reptile como é que caracterizas o hip hop angolano?
REPTILE:
Hip Hop Angolano.. acho que tem algum progresso mas ainda há muita cena que precisa ser melhorada

BLOG: Como o que por exemplo?
REPTILE:
Por exemplo há muitos artistas que eu particularmente acho talentosos e fazem muito boa musica…mas há cenas como ORIGINALIDADE e CRIATIVIDADE que precisam de ser evidenciadas…isso no que concerne a música propriamente dita… mas também há outros aspectos como O MOVIMENTO HIP-HOP que eu considero praticamente extinto aki na banda… estamos numa era a que eu chamo de Bussiness… mas a realidade é que há muito people que sabe fazer musica mas não é fera em bussiness não sei, me percebes?… então muito trabalho sai e não é visto com a ênfase que se calhar devia

BLOG: E qual será a receita para sarar esta ferida?
REPTILE:
hum…quanto á musica…acho que o people devia ser mais ambicioso quanto há criatividade e originalidade porque repara… usando os States como exemplo…tens o Busta que faz muito sucesso mas entretanto faz uma cena totalmente diferente do 50cent e os dois fazem sucesso á mesma sendo diferentes do Lil Wayne que também faz muito sucesso e não se assemelha aos outros 2.
Quanto ao movimento HH… o people devia ser mais unido porque independentemente de haver algumas desavenças entre os artistas a que eu chamo BigHeads do game… devia-se pensar que somos uma …acho que posso chamar comunidade que faz algo em comum e devia-se trabalhar de alguma forma em conjunto para que a sociedade nos olhasse com outros olhos e combater essa crise de bons álbuns que não fazem sucesso.
Quanto ao bussiness acho que é necessário que atrás de todo artista tenha um team, porque o artista sozinho não consegue pensar em tudo nem fazer tudo.

BLOG: Falas-te em desavença, as tuas punchlines têm alvo definido?
REPTILE
: algumas delas….nem todas…

BLOG: Tens beef com alguem?
REPTILE:
hahah…eu não chamaria beef.. mas…ok tenho.

BLOG: Laton, Cage, Mister K, Vui Vui, todos estes?
REPTILE:
Nepias…Laton apenas, não tenho nada contra o Vui-vui… o Cage acho que precisa de muita ajuda não faria sentido piorar a situação dele.. o Mr..K…houve aí umas cenas e surgiu um clima que resultou nalgumas linhas mas…pra mim its over..

BLOG: Dizes que o Cage precisa de muita ajuda e tiveste um grupo com ele, estavas a ajuda-lo?
REPTILE:
com o Cage? ajuda-lo?, hahahaha…sobre o Cage prefiro não comentar…apenas rezar..

BLOG: Qual é o teu prato preferido, beef, skills ou…?
REPTILE:
olha podemos automaticamente pôr o beef de fora porque os poucos que fiz só foi pra mostrar a alguns niggas que sei fazer melhor que eles… o que gosto mesmo é de fazer é musica…skillz, intervenções love songs, etc.. tudo que é musica curto muito de fazer
BLOG: quais foram os Momentos mais marcantes pra ti na historia do hip hop angolano?
REPTILE:
Damn…boa pergunta… hum…olha as duas sessões do espectáculo ERA DO HIPHOP akilo pra mim foi a mer*** Era do HH foi uma cena criada pelos Anonymous, havia um programa se não estou em erro na LAC, e eles organizaram 2 espectáculos, o primeiro foi na Banca desportiva, e o segundo no Cine Miramar, essa cena quando aconteceu eu ainda nem era rapper mas admirava trabalho de certos gajos que eram mesmo maus…

BLOG: quem tu mais respeitas desde o principio? pelo contributo a cultura hip hop, por dropar etc
REPTILE:
sem sombra de dúvidas Kool Klever.

BLOG: Grupo de rap da Banda?
REPTILE:
grupo de rap so pode mesmo ser os SSP, que agora já não estão juntos.. há alguns outros que curto mas falham muito noutros aspectos então não sei se vale a pena mencionar

BLOG: Mc angolano? REPTILE: Reptile
BLOG: Mc Moz? REPTILE: Duas Caras
BLOG: Mc americano? REPTILE: são bué mas o numero Jay-Z
BLOG: Lusofonia? REPTILE: Valete

BLOG: e com quem destes tu melhor te identificas?
REPTILE:
com o primeiro o angolano, hahah xtou no gozo, olha ha muitos outros mas esses acho que são os principais e quanto a identificação é tipo aprendo com eles todos um bocado de cada um… as cenas que eu admiro em cada um fazem um melhor Reptile.

BLOG: vamos falar das tuas punch lines
REPTILE:
na boa,

BLOG: diz-se por ai que são traduções de cenas do Jay-z
REPTILE:
hahaha…sério?
BLOG: o que tens a dizer?
REPTILE
: eu ja achava que o facto de os rappers daqui terem makas em não falar inglês fosse grave.. agora ja sabem? haha, nah bro é do género primeiro acho que estou numa fase boa em termos de droppar e há people que se calhar não curte e tentam sempre arranjar algo pra não dar mérito ou pra tirar crédito, o máximo que podemos encontrar são cenas parecidas porque inspiro-me em alguns rappers não só americanos, e admito que já traduzi mas isso foi ha bué para ai uma 2 linhas

BLOG: as tuas letras, tu vives o que cantas? ostentas riqueza nas letras
REPTILE:
CONCERTEZA… quanto a ostentar…acho k têm k ouvir com mais atenção… eu não digo que sou rico, digo que tenho cenas e tenho mesmo e o facto de enaltecer essas cenas é exactamente porque para tê-las dispendo esforços, e ja agora falando nisso é outra cena que acho que aqui na banda falta nos rappers é rapparem o que fazem e vivem… descridibilizo totalmente quando um rapper fala de cenas k não faz e nem tem.

BLOG: Como foi gravar o teu disco? estas satisfeito com o produto?
REPTILE
: com certeza… estou muito satisfeito… e foi muito bom pra mim gravar esse album porque mostra muita cena minha que o people desconhecia…
o people esta muito habituado ao Tile com as punches na cara e as dicas sujas…muita gente pensou que era só o que eu sabia fazer, com o álbum mostrei saber fazer muita cena

BLOG: o que o povo de cabinda pode esperar da tua actuação la?
REPTILE:
tipo love songs, mensagens, musica engraçada, e a forma como vejo muita coisa aqui na banda, olha de certeza que vão ter um Reptile com de tudo um bocado, porque vou droppar cenas da mixtape ficheiros secretos e cenas do álbum.. acima do limite

BLOG: Reptile ganhou a primeira sondagem das punch lines da banda aqui no BLOG, que palavras tens para quem te votou?
REPTILE:
olha agradeço pelo facto de votarem e de consumirem as minhas cenas, afinal eles são os responsáveis pelo nome que tenho então só faço boa música por eles e pra eles

BLOG: se tiveres que elegeres a punch mais forte qual seria?
REPTILE:
haha, damn essa é dificil, mas lembrei-me é uma que tenho no album…na musica com o titulo RAPPERS, digo assim…BAIXO O MEU NÍVEL QI PRA VENDER NESSE MERCADO/PORQUE A COMPETIÇÃO SÓ PENSA UM BOCADO.

BLOG: perspectivas pro future?
REPTILE:
perspectivas pro futuro são promover mais o album e a mixtape de modos a fazer com que Angola e não só conheça o meu trabalho

BLOG (ULTIMA): o que as pessoas não sabem sobre o tile e gostarias que soubessem?
REPTILE:
Queria que soubessem que o motivo das linhas que contêm beefs só foi mesmo pra mostrar a certos rappers que eu faço isso melhor que eles… não por querer atenção nem nada disso porque sinceramente não preciso de falar de alguém para ter os olhos sobre mim…

shout outs: vão primeiro : prós meus cães da Pirline, pro meu nigga Raiva, pro Kapo, pra minha esposa e pro meu filho Hendell.

PERGUNTAS FEITAS PELOS BLOGUISTAS
PITBULL MAU: Porquê esse nome Reptile?
REPTILE: olha Reptile porque quando era + puto era viciado no jogo de video games Mortal Kombat…e a biografia do Reptile tinha bwes haver comigo tipo…tinha capacidade de mudar de cor..desaparecia, cenas assim e é mais ou menos como sempre quis ser dentro do rap…ilimitado.
PITBULL MAU: Que rapper não te atreverias a romper?
REPTILE: Os rappers que não me atrevo a beefar…são bué mas só vou sublinhar as lendas tipo… Kool Kleva, SSP, AFROMAN, os manos do projecto Abxtrato, “NK, Kroh Mo, Mata-Frakkux” MC K etc…porque na minha óptica são os pilares desse Hip-HOP angolano…como disse anteriormente um gajo ainda nem sonhava em rappar e por exemplo o Kleva já organizava meetings de Hip-hop então o respeito que tenho pelos artistas, old school é muito grande.
PITBULL MAU: o que tens a dizer sobre o fim do projecto 2.1?
REPTILE: Quanto a 2.1 bro o que tenho a dizer é que a pressa é inimiga da perfeição…tirem as elações que quiserem.
BLOG: se entendi bem, o nosso leitor ele quer saber, que mc nem bêbado te atreverias a romper?
REPTILE: não temo nenhum rapper angolano bro no homo.
BLOG: O fim do projecto 2.1, terminou a sua amizade com Cage One?
REPTILE: Yeah:
BLOG: Queres argumentar?
REPTILE: nepias…esse mambo é uma página rasgada e já nem sei aonde é k xtá a folha
MUSICAS do album PARA DOWNLOAD
03 – Ergue a Cabeça – DOWNLOAD
05 – Luanda Gansta – DOWNLOAD
09 – Rappers – DOWNLOAD

As punch Lines de Reptile

De acordo com os e-mails que temos recebido, sobretudo de quem fez o download da mixtape ficheiros secretos, Reptile conquistou admiração e respeito de internautas angolanos e moçambicanos espalhados pelo mundo.
Prometemos aqui disponibilizar as “Punchs do Tile”, coisa essa que não aconteceu na altura, pelo facto deste estar empenhado nas venda do seu álbum. Disco no mercado e a bater já, Reptile honra o compromisso assumido dando não só as punch lines mais quentes da mixtape ficheiro secreto, mas tambem uma entrevista que brevemente estará disponivel com três músicas do seu álbum.

Reptile vence primeira sondagem das punchlines da banda

Esteve em análise aproximadamente 2 meses as melhores punch lines do hip hop angolano aqui no blog, da lista constavam cinco nomes, resultado de uma pesquisa feita no principio deste ano, Vui Vui, Cage One, Abdiel, Kadaff e Reptile foram inicialmente dos mais solicitados a fazer parte deste top 5. Mas como anteriormente noticiamos a lista pecou na falta de mc’s como Kool Klever, Xtremo Signo, X da questão e D One, nomes que entram a partir de hoje na segunda sondagem.

Com 37% dos votos Reptile vence a primeira sondagem, e para quem não conhece reptile vai ao www.youtube.com e escreve “reptyl” e em segundo os Freestyle e as actuações ao vivo estarão disponíveis. E se quizer ouvir as suas músicas a solução é fazer DOWNLOAD da mixtape aqui.
ai vai a MixTape
Estrela de rock – DOWNLOAD
Preto com atitude – DOWNLOAD
Vou alimentar o skillz – DOWNLOAD
Eu vou mandar em Luanda – DOWNLOAD
Por isso e que eu sou hot – DOWNLOAD
Olhem para esse wi – DOWNLOAD
Freestyle – DOWNLOAD
Freestyle 2 – DOWNLOAD
Não há ninguem – DOWNLOAD
Vivo rápido – DOWNLOAD
Me encaras na hood – DOWNLOAD